terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Dica de filme – SOS Mulheres ao Mar




Já tem um tempinho que vi esse filme, mas me mato de rir todas as vezes que lembro de alguma cena cotidiana e vejo que o filme é muito bem contextualizado. O filme é um retrato nada dramático dos dramas de uma mulher que está tentando reconquistar o ex. Aliás é uma comédia muito boa. São alguns filmes Brasileiros que gosto, mas esse me fez rir muito. Vale ver ou ver de novo.

Sinopse: "Adriana (Giovanna Antonelli) não está em um bom momento. Ela não consegue que alguma editora publique seus livros e, para ganhar a vida, legenda filmes pornôs. Para piorar a situação, seu marido Eduardo (Marcello Airoldi) decide pedir o divórcio. Em meio à fossa da separação, ela descobre que o ex fará um cruzeiro ao lado da nova namorada, Beatriz (Emanuelle Araújo), uma estrela da TV. Incentivada pela irmã Luíza (Fabíula Nascimento), as duas decidem embarcar no mesmo cruzeiro para que Adriana tenha a chance de reconquistá-lo. A empregada Dialinda (Thalita Carauta), que tenta ajudar a patroa a todo custo, acaba também embarcando nesta aventura."

Já comecem a rir com o trailer:




beijoo

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Dica de filme – Os homens são de Marte e é para lá que eu vou.





Depois de um bom tempo de lançado consegui ver esse filme. A princípio não dava nada por ele. A sinopse fraquinha, nem dá graça de ler, (vou deixar aí embaixo) mas o que se sucede é que Fernanda (já na terceira fase da solteirice) tenta, tenta, tenta e tenta encontrar um homem que lhe dê amor, e sempre se mete em confusões, chora horrores quando se descobre iludida e tem pensamentos hilários. E assim de "amor" em "amor" vive as situações mais bizarras como ir fazer xixi no rio e achar lindo, tudo de romântico.  E assim o filme vai se construindo.
Quanto rir gente! Não tem como não rir nesse filme. Brasileiríssimo, com personalidades brasileiras, histórias malucas, e para mim, o que roubou a cena foi o sócio da Fernanda. Não que os outros não foram bons, mas acredito que suas frases cheias de pérolas me deixaram com vontade de ver o filme de novo. Foca nele que seu riso é garantido. Pode ver fia(o)!

Então vem a Sinopse: "Ironia. Essa é a definição ideal para a situação de Fernanda, de 39 anos, que trabalha organizando a cerimônia mais importante do imaginário feminino, o casamento, mas é solteira. Forte devota do amor, a produtora lida com os mais diversos tipos de homem e reserva grande parte do seu tempo à procura do par perfeito."

Agora o trailer:



beijoooo

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Top DVDs by Aline - Engenheiros x Nando Reis

Estou colocando alguns clipes que curto ouvir quando estou trabalhando. Afinal é maior tempo que passo em frente ao computador a trabalho, por isso prefeiro ouvir DVDs a musicas soltas. Espero que curtam.

beijooo

1 - Engenheiros do Hawaii -  Acústico MTV 2004



1 - Nando Reis-  MTV ao vivo 2004

3 -Nando Reis e Os Infernais - Luau MTV


 4 - Engenheiros Do Hawaii - DVD Novos Horizontes


 

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Minions e Camisetas do By Humans - tudo a ver

Hoje vou aliar em um único post duas das coisas que mais gosto de falar aqui no blog: Minions e Camisetas do By Humans. Essas criaturinhas estão invadindo o mundo, inclusive as estampas. Deem uma olhada nessa série de T-shirts que vou postar aqui.  

Sinceramente foi difícil selecionar algumas, então postei a maioria. rsrsr. Mas minhas preferidas foram certamente a Minion of the Thrones, Santa Ceia e The Big Bang.  Beijooo














terça-feira, 25 de novembro de 2014

Primeiro Posto de Combustível em Marilândia




Foto do primeiro posto de combustível em Marilândia. Atualmente em seu lugar se encontra uma floricultura. O interessante é que a construção foi reformada, mas manteve a fachada, desse modo, depois de ter encontrado essa foto, não vejo como passar pelo centro da cidade sem imaginar os automóveis abastecendo.

Fonte da imagem: google.com

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Dica de Filme: Pompéia

A quem diga que foi muito clichê, eu também, mas digo além, é um clichê que vale a pena. Tem guerras, romance, catástrofes, mega efeitos, luta por honra e liberdade, barrigas de tanquinho, luta por poder...É o típico filme que todos torcem para a mocinha de família ficar com o mocinho bandido e pobre, que sobrevivam as adversidades e que o vilão morra o quanto antes.


Pompéia também é história, baseado no acontecimento real em que o Vulcão Vesúvio destrói a cidade de Pompéia, matando cruelmente milhares de pessoas, também retrata a sociedade da época em que o império romano tiranizava e massacrava, além de mostrar a vida dos gladiadores e escravos na época.

Quanto ao olhar crítico, ri de muita coisa absurda, como 10 a 15 gladiadores amarrados em correntes destruírem uns cinquenta soldados a cavalo todos armados numa arena, sobrando apenas os dois gladiadores principais. E como um tsunami ser parado por uma barreira pequena e um barco tampar a entrada principal da cidade para que a água não passasse. Mas nada disso deixou que a história não fosse contada.

Em resumo gostei e espero que vejam também, é uma importante fonte de conhecimento e de reflexão quanto a efemeridade da vida.

Por fim deixo a sinopse do filme:  "Pompeia conta a história épica de Milo (Kit Harington - Game of Thrones), um escravo que tornou-se um gladiador e se encontra em uma corrida contra o tempo. Ele precisa salvar seu verdadeiro amor Cassia (Emily Browning), a bela filha de um comerciante rico que foi prometida a um corrupto senador romano, em meio a destruição da cidade de Pompeia causada pela erupção do Monte Vesúvio."


quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Cristo Redentor - Colatina/ES

Meninos futebol aos pés do Cristo Redentor Colatina

 Essa foto foi tirada em meados de 1970. Mostra as crianças jogando bola aos pés do Cristo Redentor, ainda em fase de construção, em Colatina. A estátua do Cristo redentor de Colatina foi construída na década de 70 pelo arquiteto e escultor autodidata, Antônio Francisco Moreira, inspirada da estátua do Rio de Janeiro.
Abaixo, foto de Antônio Francisco Moreira e sua obra.


Arquiteto e obra em 1974.

Fonte das imagens: facebook.com/sddscolatina

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Livro Vidas Secas - Graciliano Ramos

Trabalho apresentado para a Disciplina de Língua Portuguesa e Brasileira: Pré-Modernismo e Modernismo I. Relato aqui após ler a obra e achar de grande valor para a literatura e para o estudo de nossa própria realidade, trata-se de uma obra muito atual e contextualizada.

ANALISE DA OBRA VIDAS SECAS DE GRACILIANO RAMOS EM RELAÇÃO A ANTROFORMIZAÇÃO E A ZOORMOFIZAÇÃO DAS PERSONAGENS

          Na década de 30 o mundo sofria com a crise da bolsa de valores norte americana. O Brasil sofria uma revolução e a crise cafeeira. Nesse cenário a literatura voltou-se para a sociedade da época, principalmente nas novas condições de vida sub-humanas nas cidades e a miséria do povo esquecido no campo. Estes últimos são representados na obra Vidas Secas de Graciliano Ramos, onde as condições duras da terra endurecem e condicionam a vida dos nordestinos.
          Neste romance regionalista, estão presentes características comuns ao naturalismo, principalmente do determinismo, que vigorava na época. A antropoformização e a zoomorfização, são duas dessas características.
          O primeiro se dá na caracterização da personagem Baleia. Baleia é a cadela que acompanha os sertanejos em sua fuga da seca, contudo, a cadela é apresentada e cuidada como parte da família, representada com sentimentos e pensamentos tipicamente humanos, e acima de qualquer pensamento do restante da família. Tanto que a cena mais emocionante do livro é a parte em que é narrada a morte de baleia, que em meio a sua agonia pensa em sua vida, e ainda lembra que era seu dever vigiar as cabras, fonte de alimento da família, ou seja, o dever se zelar pelos seus. A cadela tem consciência e sentimentos que vão além da fidelidade canina, são sentimentos "fraternais".
          O trecho "ela era como uma pessoa da família: brincavam juntos os três, para bem dizer não se diferençavam, rebolavam na areia do rio e no estrume fofo que ia subindo(...)'',  bem como os trechos "Baleia assustou-se. Que faziam aqueles animais soltos de noite? A obrigação dela era levantar-se, conduzi-los ao bebedouro." e "Uma angustia apertou-lhe o coração. Precisava vigiar as cabras [..] Felizmente os meninos dormiam na esteira." são exemplos dessa "humanização" da cadela. (RAMOS, 1992)
          Em contrapartida, a personagem do chefe de família Fabiano, é animalesca, como acontece com toda a família, o vocabulário de Fabiano é escasso, sua comunicação é rara e extremamente desajeitada. O homem sertanejo é constantemente comparado a animais de modo que ele mesmo admite ser um. Condicionado pelo meio hostil, Fabiano vive a procura de trabalho, mas bebe muito, chega a perder dinheiro em jogo por sua ignorancia, e assim vai se endurecendo e se fechando, como resultado das situações que vive no meio em que habita.
          O próprio Fabiano se reconhece de forma animal "E, pensando bem, ele não era homem: era apenas um cabra ocupado em guardar coisas dos outros", é tão forte seu reconhecimento que chega a dizer em voz alta "- Um bicho, Fabiano". E ao seguir a construção da obra o autor vai descrevendo Fabiano "os braços moviam-se desengonçados. Parecia um macaco", "Vivia longe dos homens, só se dava bem com animais. Os seus pés duros quebravam espinhos e não sentiam a quentura da terra." e "As vezes utilizava nas relações com as pessoas a mesma língua com que se dirigia aos brutos - exclamações, onomatopéias. Na verdade falava pouco''.
          Sendo assim, a obra de Graciliano é fundamental para o estudo da literatura na década de 30 e para o modernismo nesta fase  em virtude da sua profundidade e contextual idade, principalmente, se reconhecermos que ainda existem seres humanos submetidos ao meio escravo e miserável ainda hoje, mesmo que por condições diferentes.


domingo, 9 de novembro de 2014

Dica de Livro: Amante Finalmente


Ok...morri!

Gente que livro. O primeiro que li durante uma eternidade, pois estava sem tempo. Então imagina minha angustia. Este livro é um turbilhão de emoções, que ritmo, que tudo! O romance principal todos já sabem é entre Quim e Blay, e não deixa a desejar em nada comparando aos outros casais dos livros anteriores, até melhor que alguns que já li. Mas primeiro vamos a Sinopse:

"Qhuinn está acostumado à solidão. Repudiado por sua linhagem e evitado pela aristocracia, ele finalmente encontrou uma identidade como um dos lutadores mais brutais na guerra contra a Sociedade Redutora. Mas sua vida não está completa. Mesmo que a perspectiva de ter uma família esteja ao seu alcance, ele está vazio por dentro, com o coração entregue a outra pessoa... Blay, depois de anos de amor não correspondido, acredita já ter superado Qhuinn. E já era hora: o homem parece ter encontrado o seu par ideal em uma fêmea Escolhida, e eles terão um filho, exatamente como Qhuinn sempre quis. O destino parece ter levado a vida desses vampiros soldados em direções diferentes... Mas a batalha pela liderança da raça se intensifica, e os novos jogadores na cena de Caldwell estão criando um perigo mortal para a Irmandade. Qhuinn finalmente descobre a verdadeira definição de coragem, e os dois corações que estão destinados a ficar juntos... finalmente se tornam um."

Agora minha vez: O romance é lindo e surpreendente até por que Quim se torna o mais romântico guerreiro possível e Blay sempre será o forte guerreiro com coragem e coração. Não quero contar para não entregar tudo.
O restante dos personagens também pegam fogo no romance, o rei e rainha recebem destaque novamente ( ok isso é por que o novo livro é deles de novo gente). Assail todo cruel e traficante se apaixona por uma humana latina com passagem brasileira (quero ver muito esses dois). E O inimigo número um do rei está cada vez mais perto de conseguir seus objetivos, ao mesmo tempo que está cada vez mais perto da ex-escolhida laila (pense o quanto torço que ele se regenere!). Sem contar que o irmão de Quim reaparece! 

Tudo é perfeito no livro...A autora me surpreendeu de novo, não deixem de ler jamais, o preconceito não compensa, perderão uma grande história...

beijooo



quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Dica de Filme: minions




Todo mundo conhece as amáveis criaturinhas maldosas que vivem com o Gru em Meu Malvado Favorito. O lance é que agora vamos conhecer os minions A.G. (antes de Gru). A história dessas criaturinhas que surgiram no planeta terra com intuito de servirem vilões ultra-malvados.
Não resisti e resolvi postar o trailer aqui, só para deixar crianças pequenas e grandes na vontade.
beijooo bem amarelinho